13 de Janeiro de 2021

Apesar de liberar junto com governo do RJ, Paes recua e vai revogar público nos estádios

Apesar de liberar junto com governo do RJ, Paes recua e vai revogar público nos estádios

A Prefeitura do Rio de Janeiro e o governo do estado liberaram da presença do público nos estádios de futebol. Nesta quarta-feira (13), uma resolução em conjunta foi publicada no Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro com novas regras do combate à Covid-19. No entanto, o chefe municipal da capital, Eduardo Paes (DEM), voltou atrás e anunciou nas redes sociais que vai revogar a volta das torcidas às arquibancadas,
 
"A decisão de liberar os estádios com uma ocupação máxima de 1/10 está correta tecnicamente, de acordo com nossa secretaria de saúde. No entanto, obviamente trata-se de medida quase impossível de ser fiscalizada. A medida será revogada", afirmou na publicação.
 
A quantidade de pessoas nas arquibancadas dos estádios dependia da classificação de risco para Covid-19 na região. A tabela é publicada toda sexta-feira pelo município. Se a região da praça esportiva estiver em risco moderado, seria liberado 20% da capacidade, mantendo afastamento de dois metros entre cada torcedor. Em risco alto, a liberação seria de somente 10% e três metros de distância entre as pessoas. Caso o risco esteja em muito alto, os portões permanecem fechados.
 
No último boletim divulgado no dia 8, 18 bairros da capital, onde estão os três principais estádios, estavam classificados como risco alto. O Maracanã normalmente tem capacidade para 78 mil pessoas, enquanto o Nilton Santos, conhecido também como Engenhão, abriga 46 mil. Já São Januário, de propriedade do Vasco, recebe 21 mil no total.
 
Vale lembrar que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) havia definido que os jogos das suas competições só poderiam receber torcedores quando todos as praças esportivas fossem liberadas. Porém, a determinação não vale para campeonatos organizados pelas federações estaduais e nem para competições internacionais. No dia 30 de janeiro, às 17h, o Maracanã vai receber a final da Libertadores, promovida pela Conmebol.
 
No próximo sábado (16), o Rio abrigará duas partidas da 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Fluminense recebe o Sport no Engenhão, a partir das 19h. Depois, às 21h, o Vasco encara o Coritiba, em São Januário.
 
A capital do Rio de Janeiro registrou na manhã desta quarta 15.664 mortos pela Covid-19 e 175 mil casos de infecção.


Tags Relacionadas

apesar, liberar, junto, com, governo, paes, recua, vai, revogar, público, nos, estádios,

Últimas notícias