27 de Janeiro de 2021

Concessão de benefício a usuários dos Trens do Subúrbio cabe ao governo do estado, diz Reis

A prefeitura de Salvador admitiu que não há, ao menos até o momento, nenhuma conversa em curso para a possibilidade de concessão de algum benefício ou gratuidade aos usuários do Sistema de Trens do Subúrbio. O prefeito Bruno Reis (DEM) jogou a responsabilidade pelo tema para o governo estadual. "A prefeitura não tem sozinha condições de assumir mais esse ônus", disse nesta quarta-feira (27).  
 
O modal vai ser desativado em 15 de fevereiro, conforme anunciado na manhã desta terça-feira (26) pelo Governo da Bahia (leia aqui).
 
No anúncio, a gestão estadual ressaltou que a desativação é necessária para que o projeto de implantação do Veículo Leve de Transporte (VLT) seja executado. Quanto à população que usa os trens, a alternativa será utilizar o transporte feito por ônibus. Atualmente os usuários dos Trens do Subúrbio pagam uma tarifa simbólica de R$ 0,50 para utilizar o modal.
 
Bruno argumentou que o transporte público é, depois da pandemia da Covid-19, o maior problema enfrentado pela gestão. O prefeito ressaltou que atualmente a prefeitura já vem colocando recursos para manutenção do sistema de ônibus da cidade. Diante disso, ele colocou nas mãos do governo do estado a questão do benefício.
 
Segundo o prefeito, "não há como fazer alguma compensação se o governo do estado não colaborar nesse caso dos trens do Subúrbio".
 
"Eu defendo obra do VLT, é importante para prefeitura, liberamos o alvará, mas a obra não é da prefeitura", destacou Bruno ao acrescentar que cabe ao governo do estado a tentativa de trazer algum apoio e solução para esse caso.


Tags Relacionadas

concessão, benefício, usuários, dos, trens, subúrbio, cabe, governo, estado, diz, reis,

Últimas notícias