27 de Janeiro de 2021

Prejuízos do vazamento de dados de 200 mi de brasileiros podem durar anos, vê especialista

Prejuízos do vazamento de dados de 200 mi de brasileiros podem durar anos, vê especialista

Os impactos da exposição de dados de 200 milhões de brasileiros após o vazamento de um banco de dados recentemente podem durar anos. É o que analisam especialistas do setor. As informações pessoais vazadas incluem CPF, data de nascimento e nome completo. Executivos ouvidos pela Folha  de S. Paulo indicaram que o fato pode acabar gerando inúmeros casos de fraudes, como criação de contas e CNPJs falsos em instituições financeiras e no varejo para lavagem de dinheiro.
 
O dfndr lab, laboratório de cibersegurança da Psafe, foi quem identificou o vazamento, em 19 de janeiro. 
 
De acordo com a reportagem, o número de pessoas expostas é maior do que o total de habitantes do Brasil, de aproximadamente 212 milhões. Diante disso, os especialistas acreditam que o vazamento pode incluir informações de pessoas que já morreram e CPFs inativos.
 
Por meio de sua assessoria de imprensa, a Psafe afirmou que ainda não foi possível identificar a que período os dados da base vazada correspondem e nem qual foi a fonte dessas informações, traz a Folha.
 
Além das informações pessoais dos brasileiros, também foram expostos  dados de 104 milhões de veículos, entre eles número do chassi, placa do automóvel, município, cor, marca, modelo, ano de fabricação, cilindradas e o tipo de combustível utilizado.
 
Empresas também foram vítimas. Conforme a reportagem, dados de 40 milhões de empresas, com CNPJ, razão social, nome fantasia e data de fundação, também vazaram.
 
Segundo a dfndr lab, os pesquisadores seguem investigando como essas informações teriam sido obtidas. Ainda não há detalhes ou informações sobre os responsáveis.


Tags Relacionadas

prejuízos, vazamento, dados, 200, brasileiros, podem, durar, anos, especialista,

Últimas notícias